“O Projete foi a minha primeira grande chance na vida”. Esta é a frase que Andressa Reis, ponto focal da turma Roxa utiliza para definir a iniciativa. Há quatro anos no Projete, a relação de Andressa com a ação teve início em 2015, quando tinha 15 anos e cursava o ensino médio na Escola Estadual Irene Dias Ribeiro.

“Um amigo disse que teríamos uma prova no colégio para fazermos um curso de empreendedorismo. Me interessei e fiz a avaliação. Não imaginava que aprenderia tanto e aplicaria tudo em minha vida pessoal e profissional, principalmente temas como plano de carreira, planejamento financeiro e empreendedorismo social”,  afirma Andressa.

Após completar o Projete, Andressa entrou em direito no Centro Universitário Barão de Mauá e já está no terceiro ano. Outra conquista foi o estágio no Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto. “O Projete foi o grande diferencial em meu currículo para obter o cargo”, diz.

Durante a semana, Andressa se dedica à faculdade e ao emprego. Aos sábados, sua prioridade é ser ponto focal. “Quando eu fui aprovada para ser aluna da iniciativa sabia que era a primeira grande chance da minha vida. Me emprenhava em todas as atividades. Foi um desenvolvimento muito grande. Eu amadureci e as coordenadoras (Daniela e Juliana) perceberam meu potencial para ser ponto focal e auxiliar outros jovens. Agarrei a oportunidade com muita alegria”, comemora.

Sobre o cotidiano com os alunos, Andressa aponta: “Os ensinamentos se renovam a cada ano e reforçam a importância do Projete em minha vida e na dos jovens. Ser ponto focal é ter a chance de retribuir ao Projete tudo aquilo que recebi”, avalia.

“O Projete foi um divisor de águas. Todas as conquistas pós-Projete que alcancei foram em decorrência do impulso que o curso me proporcionou. Sou eternamente grata aos voluntários, parceiros e coordenadores desse trabalho incrível”, finaliza.

Blog

Comentários desabilitados.