A turma Verde convive todos os sábados com a Ponto Focal Jeniffer Katrine, sempre animada e zelosa pela turma. Sua energia vem do ano passado, quando, aos 16 anos, aluna da Escola Jardim Paiva II, começou no Projete. “Conheci a iniciativa em 2017. Na época participei do trabalho de conclusão de curso de amigos que já faziam parte da atividade. Me deparei com algo inovador e quis participar. Quando tive a chance, entrei de cabeça”, comenta.

A turma Verde convive todos os sábados com a Ponto Focal Jeniffer Katrine

Em um ano Jeniffer passou por diversas mudanças pessoais e profissionais. “Aprendi a desenvolver habilidades sociais, a lidar com as pessoas, a trabalhar em grupo e a saber que até a ideia mais ‘boba’ pode se transformar em um projeto bacana. Também adquiri conhecimentos sobre como administrar as minhas finanças, sobre os meus direitos e os diversos tipos de investimentos que posso fazer”, explica.

“Ser Ponto Focal é uma maneira de retribuir tudo aquilo que o Projete me proporcionou.  A ação  é o futuro de muitos.  Quero ajudar os jovens e ver onde eles irão chegar. Sempre digo que os sábados (dia de Projete), é o começo da minha semana. Nos encontros busco inspiração, inovação e desenvolvimento”, observa Jeniffer.

Jeniffer Katrine e os jovens da turma Verde

Para Jeniffer, ser Ponto Focal é a chance de reforçar o que estudou e, principalmente, aprender com os jovens. “Cada um possui seu jeito especial de ser e as mais diferentes qualidades”, celebra. Atualmente Jeniffer está concluindo o ensino médio na Escola Thomas Alberto Whately.  Pela manhã é Jovem Aprendiz na Alliage e à tarde faz curso de Mecânico de Usinagem, no Senai. “Após o Projete procuro constantemente novos ensinamentos. Só tenho a agradecer toda a equipe, especialmente a Juliana e a Daniela, pela excelentíssima oportunidade que me deram”, finaliza.

Blog

Comentários desabilitados.