Programa ministrado por voluntários ajuda ex-alunos Projete que estão sem emprego a montarem um bom currículo, perfil em rede social e como se portar em uma entrevista

Há um mês em andamento, o Projete Empregabilidade tem se mostrado mais um projeto bem sucedido dentro do trabalho social. Funcionando de forma online, o novo curso do Projete tem o intuito de colocar ex-alunos que passaram pelo programa no mercado de trabalho de Ribeirão Preto.

Praticando um dos nossos maiores pilares – o voluntariado – e reforçando o laço com empresas parceiras, funcionários foram convidados para colaborar com o curso no processo de simulação de entrevistas. Dentre os voluntários, o biólogo e analista de projetos de desenvolvimento de produto Sênior na Ourofino Agrociência, Álvaro Missiato, descreve a experiência como transformadora.

Pela primeira vez participando do Projete, Álvaro ficou responsável pela análise de currículo dos jovens selecionados, do perfil na rede social LinkedIn e suas experiências anteriores. Após uma hora de bate papo em simulação de entrevista de emprego, o biólogo também pergunta seus objetivos e experiências externas fora do ambiente corporativo, dando dicas de como ressaltar as qualidades e o que falar ou não durante a conversa.

“Eu peço para o jovem controlar a ansiedade, pois o entrevistador pode interpretar que o perfil dele seja confuso e desorganizado, ao contrário da imagem de proativo que ele quer passar. Oriento o “candidato’ a sempre dizer a verdade sobre as funções e atividade que exerceu dentro daquele período de trabalho”, comenta Álvaro.

Orientações como do analista têm ajudado jovens a se inspirar e se aprimorar nos detalhes para conquistar uma vaga de emprego. Em recente pesquisa realizada com 167 alunos formados no Projete, 64 estão desempregados, e 18 não deram continuidade nos estudos. Sendo assim, o curso surgiu para dar suporte e mostrar experiências externas a esses jovens que tem a faixa etária de 17 a 23 anos.

Para Álvaro, conhecer e compartilhar sua trajetória profissional com os jovens é um momento de surpresa e motivação. Admirado a com disciplina e interesse dos jovens, além do positivismo mesmo diante de uma pandemia, ele acredita que o Projete os direciona para o mercado de trabalho com uma visão multidisciplinar bastante interessante, e fez aumentar suas expectativas de que grandes profissionais estão sendo formados. Sendo assim, conclui que as empresas que abrirem as portas não vão se arrepender.

“Eu fiquei muito impressionado particularmente, gostei do nível dos jovens, do comprometimento, da forma de se comunicar, pois eles falam muito bem, e a educação. São todos muito educados e isso é fundamental em uma entrevista. […] O pouco da minha experiência é essa questão de não desistir. Eu trabalho em uma empresa de defensivo agrícola sendo um biólogo. É um cenário que as pessoas não entendem, se questionam como um biólogo pode estar em uma empresa de defensivo agrícola na área de desenvolvimento de produtos. Todas as áreas são pertinentes de você trabalhar desde que você tenha força de vontade”, explica.

Sendo a primeira impressão que fica, Álvaro toma sua primeira experiência como voluntário do Projete um motivo para continuar em futuras atividades. “Este trabalho voluntário é bastante interessante e muito importante, ainda mais nas condições que estamos atualmente em meio a uma pandemia global. Achei super interessante, até tenho a ideia de futuramente agregar mais e me tornar mais participativo no programa. Eu acabei tendo uma experiência já com esses programas de voluntariados e poder estar promovendo algo ou alguém que não tenha tanta oportunidade, mas que no momento tem essa oportunidade e que você possa direcionar essa oportunidade é gratificante”, conclui.

Texto escrito por Bruna Martinelli

Blog

Comentários desabilitados.