A ex-coordenadora conjunta com Daniela Ferreira deixou marcas e mudanças no Projete através de sua determinação e sensibilidade com a ideia de transformar jovens

Conhecida por ser o “braço direito” do Projete, Juliana Peres foi coordenadora juntamente com Daniela Ferreira do ano de 2015 até 2019, sendo também uma das responsáveis pelas grandes mudanças no perfil do nosso trabalho social.

Juliana Peres

A paixão aconteceu em 2014, quando acompanhou a formatura dos jovens daquele ano. Já inteirada sobre o Projete por marcar reuniões para Roberto Biagi, diretor de investimento da Maubisa, não conseguiu não se emocionar com os depoimentos dos jovens que relatavam a mudança pessoal e a visão do seu futuro após participarem do curso.

E foi através da motivação com o próprio resultado do Projete na vida das pessoas que Juliana entrou para o time. Empenhada em transformar, esteve presente na mudança do nome e a transição visual para o Projete, com a criação da logomarca e redes sociais da nova identidade do curso.

Além de contribuir com a criação do Trajetórias de Vidas e a Feira de Profissões, acompanhou o crescimento do curso para 5 turmas ao longo dos anos e se responsabilizou junto com Daniela para manejar mais de 100 jovens a cada temporada.

“Começamos a ver o Projete com outros olhos, a querer dar mais voz para os jovens e voluntários. Tinha uma apostila que encaminhávamos para o voluntário e eles através de conteúdos extras compartilhavam com os jovens, íamos todos os sábados e participávamos ativamente. Começamos fazer uma pesquisa online da mentoria para saber o que eles achavam, começamos a dar feedback para os voluntários, queríamos voluntários que fossem mais ativos e não estar ali só por estar. Começamos a ver como uma instituição que poderia agregar para empresa, para os jovens e para nós”, comenta a experiência.

Daniela Ferreira e Juliana Peres, sempre juntas!

Mesmo não integrando oficialmente o time Projete, Juliana nunca está distante e continua acompanhando cada passo, ideia e mudança que acontece. Segundo ela, o trabalho transforma não só os jovens, mas cada voluntário integrante de forma tão profunda que se torna impossível abandonar.

“Eu acabei tendo que sair porque não estava dando conta de conciliar com meus outros compromissos, percebi que estava jogando muito nas costas da Dani e não achei isso certo. Porém sempre que ela está do meu lado e fala sobre (o Projete) eu escuto e me dói o coração profundamente por não estar do lado dela trabalhando ativamente, agora estou mais nos bastidores. Mas não quero deixar nunca. Se estivesse tendo Projete (presencial), estaria indo alguns sábados pra acompanhar” confessa.

O amor pelo projeto se estende aos jovens, quais ela guarda lembranças e lições de vida com muito carinho, e faz com que acredite ainda mais na importância de fornecer oportunidades. “O projete proporciona para esses jovens, alunos de escola pública, novos horizontes, novos caminhos que eles acham que não podem percorrer. Eu percebo a mudança quando eles dizem que o Projete mudou a visão do que é o futuro, do caminho que podem trilhar”, conclui.

Personalidade marcante

Assim como foi transformada pelo Projete, o trabalho de Juliana marcou e ajudou muitos jovens que hoje conquistaram sucesso profissional, acadêmico ou pessoal por conta da coordenação e empenho durante sua atuação. Confira alguns relatos:

“A Ju era um amor com todas as turmas. Sempre foi muito atenciosa, estava presente nas aulas e ajudava se algum aluno tivesse dificuldade. Ela foi uma grande amiga, além de me dar conselhos que foram essenciais para o projeto da turma que eu fazia parte. Sou muito grata a ela!”, Amanda Pimenta, ex-aluna Projete 2019 e Projete Alumni 2020.

“A Juliana Peres foi como uma mãe altruísta, que me auxiliou nos momentos difíceis. Me desafiou a ser melhor e me deu a mão quando precisei. Uma profissional que enxerga além do profissionalismo, ama pessoas e o que faz. Ela é capaz de rir e se divertir em qualquer ambiente, mesmo trabalhando e sendo firme como ela é. Uma mulher guerreira que inspira qualquer jovem a ser melhor e a conquistar o que deseja”, Yago Lucca, ex-aluno Projete 2015 e ex-tutor do Projete 2018 e 2019.

“A Ju sempre foi muito mais que uma colaboradora do Projete e sempre será! Foi um imenso privilégio na minha vida conhecê-la e, de bônus, criar laços com ela. Sinto como se fossemos, de fato, família! Pela sintonia, pela cumplicidade e pelo carinho enorme que cultivamos nesses anos. Ju, nessa breve homenagem, quero deixar registrada a minha admiração por você! Como mãe, profissional e mulher! Você me inspira! Continue levando simplicidade e carisma por onde for”, Andressa Reis, ex-aluna Projete 2015 e ex-tutora Projete 2016 a 2019.

“Lembro que meu primeiro contato com a Ju foi na minha sala de aula para aplicar as provas do processo seletivo, em 2018, ela passou uma tranquilidade muito grande, quase esqueci que se tratava de um processo seletivo, isso me ajudou a me abrir na redação e me concentrar. Sempre notei a seriedade da Ju quando se tratava de tudo, faz tudo com excelência, mas sempre tranquila, gentil e acolhedora. Sempre me ajudou muito, ela é uma pessoa que conversa sobre tudo e passaria horas falando com ela sem nem perceber”, Giulia Michelin, ex-aluna Projete 2018 e tutora do Projete 2020.

“A Juliana Peres é uma das principais referências profissionais das quais tenho o enorme prazer em me inspirar diariamente. Além de ser uma profissional comprometida, que faz tudo com excelência, também consegue mostrar seu lado humano e vulnerável, fazendo com que todos ao seu redor (inclusive eu), se apaixonem pelo agridoce que é ser uma mulher empoderada e doce ao mesmo tempo. Meu eterno carinho e respeito por você, Ju!”, Marcos Desideri, assistente pedagógico do Projete.

“A Ju é sinônimo de carisma, eficiência e dedicação total ao que faz! Acredito muito que foi formando uma dupla com ela que o Projete se transformou no que é hoje. Ela é mãe do Projete e como uma boa mãe, desejo que nunca se afaste dele. É uma amiga de sorriso e gargalhadas fáceis. É uma sorte a minha ter a Ju como aliada!”, Daniela Ferreira, coordenadora do Projete.

Texto escrito por Bruna Martinelli

Blog

Comentários desabilitados.